Image Map

SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA FOI DECRETADA NO MUNICÍPIO DE RIO PARDO

Segundo o Prefeito Rafael Barros, temos boa parte da economia sustentada pela agricultura e tendo conhecimento dos efeitos causados pela severa estiagem que atingiu o município, e, no intuito de fazer o que estivesse ao alcance para que esta situação pudesse ser contornada, declarou o Decreto de Emergência, no final do mês de março.

O Decreto, declarado pelo Prefeito, em decorrência das estiagens, foi homologado pelo Governo Estadual e recebeu o reconhecimento da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, pela Portaria 118, do dia 24 de abril de 2018.

As documentações juntadas, pelo município, com as alegações foram acolhidas, uma vez que as estiagens produziram danos de monta, principalmente na produção primária, envolvendo a agricultura, pecuária, bacia leiteira e, hortifrutigranjeiros. Também houve afetação, ao abastecimento de água potável, para consumo humano, em várias localidades da área rural do município.

Os prejuízos totais, na agricultura foram estimados em 55 milhões e 225 mil reais, na pecuária a estimativa é de 26 milhões e 790 mil reais, e, os prejuízos com o abastecimento de água potável somam 38 mil e 832 reais e 11 centavos. Sendo que, esse fenômeno, no que se refere a danos humanos, afetou 966 pessoas.

Em decorrência do reconhecimento da situação de emergência, decretada pelo município, há possibilidade de adaptação em receber recursos financeiros do Governo Federal, para adoção de medidas que visem corrigir e tentar impedir, que os reflexos, causados pela estiagem possam vir a afetar ainda mais o município.

O reconhecimento da situação de emergência, ainda traz importante fator aos produtores da atividade agropastoril uma vez que, possibilita renegociar dívidas de empréstimos, realizados para incrementar as suas atividades.