Prefeito Rafael Barros busca oportunidades de negócios para Rio Pardo

Suinocultura como alternativa, pode virar realidade

No dia 10 de abril, o prefeito Rafael Barros e o Secretário Municipal de Planejamento, Indústria e Comércio, Diego Dressler, estiveram em Arroio do Meio buscando novas oportunidades de crescimento para Rio Pardo. O prefeito e o secretário tiveram a oportunidade de conhecer as instalações de uma nova unidade de um Condomínio de Suínos que teve um investimento de mais de cinco milhões. A empresa responsável efetuou convite para os representantes do Município para  conhecerem as instalações e apresentar proposta de instalação de em Rio Pardo. O condomínio terá capacidade de ofertar mais de 14.800 leitões no prazo de 150 dias.

O preço do quilo do leitão é regulado pelo valor pago ao suíno para o abate, hoje ao redor de R$ 2,93 o quilo vivo. “Um quilo de leitão vale o preço de 4 quilos de suíno gordo.” Eles são desmamados aos 21 dias, com peso médio de 6,5 kg, e transferidos aos criadores denominados “crecheiros”, onde ficam por 42 dias e são repassados aos criadores “terminadores”, que concluem a engorda, por cerca de 90 a cem dias, quando alcançam em média 110 kg.

Na suinocultura, a união faz a força. No Vale do Taquari, na região central do Rio Grande do Sul, produtores de diferentes cidades, no inicio dos anos de 1990, implantaram com sucesso uma ideia que nasceu em Santa Catarina: os chamados ‘condomínios de suínos’, Unidades Produtoras de Leitão (UPLs) tocadas por produtores associados.

 

Powered by WPeMatico