COMUNIDADES QUILOMBOLAS TÊM APOIO DA SECRETARIA DO TRABALHO, CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL PARA ENCAMINHAR PROCESSO DE TOMBAMENTO E REGISTRO DE BENS

By | 31 de julho de 2018

A Secretaria do Trabalho Cidadania e Assistência Social de Rio Pardo, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos participou, em 18 de julho, de um importante encontro na Comunidade Quilombola Rincão dos Negros, pois, os representantes da Secretaria vem trabalhando diretamente com as comunidades Quilombolas do Município.

Na reunião estiveram presentes: representantes da Procuradoria da República e Ministério Público da Comarca de Santa Cruz do Sul, que acompanham todos  os Processos desta comunidade; representantes da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), setor de Engenharia, que realiza o mapeamento geográfico técnico dos bens a serem tombados; representante do IPHAN/RS, que trouxe mais informações sobre os processos de tombamento e de registro dos bens materiais e, imateriais desta Comunidade. Além destes também se fizeram presentes representantes: da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Gabinete da Vice Prefeita, além de Membros das Comunidades Quilombolas de Rincão dos Negros e Cruz Alta.

O encontro teve como objetivo o  Processo de Tombamento dos Bens Materiais da Comunidade Quilombola e do Processo de Registro dos Bens Imateriais do Rincão dos Negros.

Este é um passo relevante para a comunidade Quilombola, pois, através do Tombamento e Registro feito pelo IPHAN, esta comunidade, remanescente de Quilombo, entra no cadastro Nacional, tornando-se conhecida em todo território brasileiro. Além disto, passa a ser  acompanhada e protegida por este órgão do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, sendo ainda que, o ingresso da comunidade neste processo, considerando a possível aprovação, propiciará facilidade em enviar projetos para busca de recursos, que viabilizem sanar dificuldades  e problemas enfrentados na realização de seus eventos, pois, o IPHAN auxilia no envio dos projetos, e, busca parceiros para realizar melhorias nas comunidades Tombadas e Registradas.

As comunidades Quilombolas vêm sendo acompanhadas, pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos há mais de um ano, e, os membros desta comunidade entenderam a importância destes processos colaborando na decisão sobre os bens a serem indicados para o Processo de Tombamento, sendo os que seguem: as duas Igrejas, o Cemitério da Comunidade Quilombola e as Ruínas da “Casa Grande”, local onde morava a fazendeira fundadora do Rincão dos Negros, senhora Jacinta Souza.

Quanto aos bens, que deverão ser Registrados no Processo de Registro dos Bens Imateriais do IPHAN, a decisão foi pelos seguintes: Festa de Nossa Senhora da Conceição da Bela Cruz, Festa Negra do 13 de Maio e, a Dança do Quicumbi, do Rincão dos Negros; considerando serem estas heranças ancestrais, que devem ser preservadas e perpetuadas no berço de nossa comunidade. Na ocasião ainda ficou agendado, para que em sessenta dias, ocorra o envio oficial ao IPHAN desta solicitação de Tombamento e Registro.

Para que o envio seja efetuado, dentro do prazo estabelecido, o próximo passo é arrecadar o máximo de material, para anexar no processo, como: fotos, vídeos, depoimentos, matérias de jornais, entrevistas, ou seja, tudo que possa comprovar ao órgão competente que este Quilombo merece fazer parte do Cadastro Nacional de Comunidades Tombadas e Registradas.

Este é um grande avanço dos moradores do local, bem como para o município de Rio Pardo, sendo um grande feito em prol da história e cultura de nosso povo.

Segundo a Secretária Jane Franco, há necessidade do reconhecimento das comunidades quilombolas e das atividades ali desenvolvidas, sendo este um marco em toda a nossa história. A mesma considera que desta forma haverá a continuidade de uma história, à partir de agora contada de uma forma diferente, pois, preza a valorização de uma herança ancestral que deverá ser perpetuada e, lembrada por todos nós. Ressalta ainda, ser esta uma obrigação com a comunidade, a de reconhecer, desenvolver e fortalecer os vínculos.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *